terça-feira, 28 de outubro de 2014

No rastro do problema

Como dizia em uma postagem anterior, a vovó havia me deixado na mão e o problema persistia sempre que pegava uma velocidade de terceira marcha.

Já havia feito uma limpeza no carburador, mas não tirei os giglês, não troquei as juntas e senti falta de uma mola no pistão de injeção. Mesmo assim, remontei tudo e fiquei trabalhando na altura da bóia.

Depois de algumas tentativas sem sucesso, resolvi fazer direito.


Abri de novo e troquei logo as juntas. Os dois parafusos em cima do corpo do carburador são as lojas de abrigo dos giglês de alta.


Mas para ter acesso acesso giglês, é preciso uma ferramenta especial de R$ 120. Achei melhor fazer a minha usando um bit fêmea de um conjunto de ferramentas sem uso.


Ferramenta pronta.




Deu certo e consegui sacar os giglês.


Mais uma surpresa: eles eram de numeração diferente, 32 e 33, quando a recomendação é que ambos sejam 33, o que corresponde a 165. Resolvi substituir os dois.


Aproveitei e instalei a mola cônica que estava faltando para o retorno do pistão de injeção.

Montei tudo mas o problema persistiu. Desencanei com o carburador e descartei a bomba de combustível pois havia trocado há pouco tempo.

Só pode ser o tanque.


Fiz o teste com um galão de combustível e parece que o problema era mesmo o tanque. Era falta de combustível, e não excesso.


Agora é outra etapa. O tancão fica atrás do banco, é de ferro e pesado prá burro. Pode ser só o respiro ou pode ser sugeira. Vamos ver.


Enquanto isso, vou enchendo a caçamba. Mil coisas...

5 comentários:

Tovar disse...

Aposto no respiro do tanque, que pode estar na tampa.

Anônimo disse...

Bom dia,

pode ser falta de suspiro como ja comentado, ou a tubulação entre o tanque e a bomba de combustível. Verifique com calma, se for de cobre procurea alguma dobra ou vinco, pois pode acumular sugeira. Outra coisa que pode acontecer e já aconteceu comigo, é o frentista deixar cair um pedaço do pano que eles usam para proteger a pintura. Com a pressão negativa do tanque, ela acaba indo na direção do tubo de sucção e ae impede o fluxo normal de combustível. O ideal e correto é verificar a tubulação, colocar um filtro de combustivel na saída do tanque ou antes da bomba. e se possível colocar filtro de tanque de fusca no tubo de captação de combustível no tanque.

abc
alex

Pedrão disse...

Valeu pelas dicas Alex. Tovar, hoje saberemos se é o respiro.
Abs,
Pedrão

Luiz GDO disse...

Pedrão, estamos aqui ansiosos por conhecer este malévolo vilão que teima em impedir o desfile da bela Esmeralda

Luiz GDO disse...

Pedrão!

Não temos noticias de Aracy nem da Dercy desde Setembro, como vão as meninas ?