terça-feira, 11 de março de 2014

Um papo sobre BELTS

Às vezes me recordo de alguns cintos que fiz.

Alguns deles foram especiais, como o do Joaquim Barbosa. Mandei para ele lá no Supremo, via correios. Pela ousadia, devo ter sido investigado e minha vida esmiuçada até descobrirem que sou atleticano doente, amo Dercy, Aracy e Marlene, quero que os políticos se fodam e tenho um blog visitado por meia dúzia de dementes como eu.

Devem ter pensado: vida bêsta sô! Nem facecoxa o cabra tem. Por isso, ou seja, por absoluta desatenção com este coureiro que fala sozinho, acredito que o cinto tenha chegado ao seu destino. Quem sabe ainda vejo o Homem usando o presente. Seria uma satisfação, pode crêr.

E não é incomum encontrar uns por aí. Outro dia ví um segurando as calças de um desconhecido numa Fat. No TWB tinha uns dois também, fora os dos amigos e daqueles que ainda não tive o prazer de conhecer. É como se ainda fossem meus. Bacana!

E, aproveitando o papo sobre cintos, deixo aqui um dos que considero mais maneiros.

Encomenda do Guina, de Ribeirão Preto, com carpas e louros escoltando a frase "In God We Trust".

Fim de papo!







7 comentários:

wolfmann disse...

Pedrão, tenho de pegar o meu cinto... marca aê!

Guina disse...

Opa, Pedrão!
Tenho um ciúme desse cinto.. rs Uso direto e ainda está como novo. Valeu!!
Abração,
Guina.

Pedrão disse...

Pois é meu velho, não vou mais nas quintas, então só marcando mesmo. Quem sabe um sábado desses na loja?

Guina, é prá ter ciúme mesmo. De vez em quando passa uma escova de sapato nele que o brilho salta.

Anônimo disse...

Grande Pedro. O meu belt eu uso diariamente e vou trocando volta e meia as fivelas.
Todos os belst feito por ti são exclusivos e coisa de bom gosto mesmo! Aqui os caras ficam putos pois não tem ninguém com um belt personalizado.
Abração

Lobo RS.

Anônimo disse...

habla don pedron,
o meu belt uso direto, novinho. mata minha curiosiade, no cinto presenteado ao grande joaquim o que estava escrito?
abraço forte
americo ney

ps. aguardando o reinicio da "radio hecho a mano"

aquelinog@uol.com.br disse...

Boa noite Pedrão,
Você faz os cintos para a venda? Gostaria de um com a inscrição shovel head. Faria, e qual o preço?
Att. Aquelino.

Pedrão disse...

Lobo, posso te dizer que seu cinto é único no mundo. Valeu!

Américo, no cinto do JB está escrito "Honra e Justiça". E a Rádio HaM volta em breve. Abs,

Aquelino, os cintos saem a R$140, mas a produção, por enquanto, está fechada. Assim que abrir nova temporada posto aqui.

Un abrazo!