terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Molas das capas dos pushrods

No post passado relatei a dedicação em resolver um vazamento de óleo que teimava em minar sobre o bloco de guia dos tuchos do cilindro dianteiro.

Como são guias novos, achei que o problema estava com eles. Ou com os roletes, também novos. Ou com os dois, comprados em momentos diferentes e poderiam estar acusando alguma incompatibilidade. Essas peças trabalham tão justas que míseros 0.05 mm alteram totalmente sua performance.

Incrível como, na solidão da garagem, sua cabeça persegue a solução do problema enquanto "las manos" não param de executar ordens de partes do cérebro inconsciente, e quando você se dá conta, já está numa etapa de um outro processo totalmente diferente. Às vezes, basta um fragmento de ideia para que tudo passe a ser executado sem perda de tempo.

Desconheço e desafio qualquer droga a fazer isso.


Bem, desmontei os pushrods, roletes, guias, tuchos e varetas da Aracy para testar na Dercy. 

Primeiro, troquei as juntas de cortiça pelas de silicone que estavam na Aracy. Montei tudo e não deu certo.

Depois, descarreguei os tuchos e lavei com óleo novo. Montei tudo de novo e não deu certo.

Depois troquei os guias com os da Aracy + tuchos cotós. Montei tudo novamente e não deu certo.

Fiquei puto e parti prá dentro, desmontei tudo, resincronizei o comando de válvulas, instalei os roletes antigos e com folgas e fui rodar. Não deu certo.

Foi aí que resolvi trocar as capas dos pushrods de posição. (Se o cérebro do Lobo tivesse na garagem talvez eu tivesse matado a charada lá no início)

Mas antes de trocá-las, percebi que as molas estavam muito comprimidas em relação às molas da Aracy.


Abri as molas com força e remontei tudo.

Parou de vazar.

Nenhum comentário: