sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Uma festa de Harleys de Verdade


Panhead da PRF em São Paulo.

É muito difícil descobrir quantas dessas belezas vieram para o Brasil e quantas sobreviveram até os dias de hoje. Mas é divertido pesquisar sobre o assunto e, principalmente, consolidar o entendimento de que as Polícias Rodoviárias e as Forças Armadas sempre foram fãs das Harleys, certamente por serem duráveis, resistentes e de fácil manutenção.


Mas, apesar do grande número de Harleys importadas pela PRF, é possível ver algumas outras marcas como esta Indian que circulava em Jundiaí, SP em 1954.  


Ou essa que parece ser uma CZ 150 em 1946, no estado do Paraná.

Mas o fato é que a esmagadora maioria das HD´s antigas rodando hoje no Brasil teve origem na importação governamental para patrulhamento ou escolta.

Só para ficar dentro de casa, das minhas, a Dercy veio de um Leilão da Marinha, por exemplo.


10 HD´s da PRF em 1947. Devem ser Knuckles... onde estariam agora?

Os registros dão conta de lotes de 30 motos importadas de uma só vez pelo estado do Paraná na década de 50, mais 30 para São Paulo, e outras dezenas para o Rio.


Essa foto aí de cima é da Polícia Rodoviária Estadual do Paraná, destacamento de Jacarezinho, e está recheada de Panheads no ano de 1958. A segunda da direita para a esquerda é uma Indian, com certeza.


Mais Panheads no Rio. Tudo rabo duro. Cadê elas?


HD da Marinha em foto de 1972. Seria Dercy?


Amigos... essas motos estão por aí. As que restaram, é claro!

Muita coisa se perdeu, ferro velho mesmo. Outras foram preservadas e mantidas por colecionadores, museus etc. Acredito que só uma pequena parcela esteja realmente disponível nas ruas. 

É bom lembrar ainda que algumas foram levadas embora do Brasil. Isso mesmo! Em um post recente, o Paulo (Joe King) reproduzindo fotos do FB do La Farina Restaurações, fez um relato de que no final dos anos 80, um grupo de alemães e holandeses veio ao Brasil e fez a limpa, comprando toneladas de Knuckles, Pans e Indians, levando-as todas para a Europa.

No final dos anos 80 o Brasil era uma merda muito pior do que essa merda de hoje. Seria algo como ir a Cuba e sair comprando Harleys antigas a preço cubano. Uma festa!!!

Bem dizendo, uma festa de HARLEYS DE VERDADE, se é que você me entende...

6 comentários:

teixeiracj disse...

Amigo Pedrão;
Na cidade de Bebedouro-SP (Museu Andre Matarazzo) tem duas panheads que pertenceu a Policia Rodoviária de São Paulo, inclusive uma delas segundo relatos foi utilizada no seriado dos anos de 1960 "Vigilante Rodoviário". Tive o privilégio de admira-las pessoalmente.

Pedrão disse...

Privilégio mesmo! Quem sabe o projeto do censo de shovel embala e parto para as Pans? Por falar nisso, o censo a está em quase 50 shovels.
Abs,
Pedrão

teixeiracj disse...

Pedrão;
Parabéns pela sua iniciativa!
O Blog ficou show! Muito bem elaborado.
Grande abraço;
Julio

Bayer // Old Dog disse...

Dá uma tristeza ver elas ficando cada vez mais raras e escassas.

Ainda bem que pessoas como você e o Hadys estão colocando as HDs com personalidade de volta pras ruas.

sakai disse...

As knuckle da foto, segundo ouvi de um patrulheiro das antigas daqui de Curitiba, vieram porque o presidente Truman vinha ao Brasil e soube que não havia sequer uma escolta decente... e despachou as motocas pra cá! :D

sakai disse...

Corrigindo: As flats da foto, que seriam todas 1947 segundo ouvi de um patrulheiro das antigas daqui de Curitiba, vieram porque o presidente Truman vinha ao Brasil e soube que não havia sequer uma escolta decente... e despachou as motocas pra cá! :D