segunda-feira, 4 de março de 2013

Você tem uma 11/16" em casa?

O suporte do motor tem a função de manter o conjunto preso ao quadro. São dois cilindros em "V" funcionando alternadamente e gerando vibrações que tendem a separar tudo, razão pela qual o suporte tem uma função importantíssima.

Originalmente, o suporte vem escondido sob o tanque. Contudo, com a instalação do peanut, tudo o que estava alí embaixo aparece, e essa peça é uma delas.

Decidi substituí-la por dois motivos: o primeiro, por causa da necessidade de instalação de um ponto de ignição com chave, uma vez que retirei o console sobre o tanque e, com ele, o botão de acionamento da ignição.

O segundo motivo é estético. Substituí o original por um cromado. O estado do original era até bom e pode ser visto na primeira foto deste link:
http://www.hechoamanocustom.com/2012/11/abrindo-o-cabecote-da-shovel-i.html


As porcas que prendem o conjunto são bem torqueadas e usar usar uma chave na medida certa é altamente recomendável. Depois de testar quase todas as chaves de boca que tinha, achei lááá no fundo da caparanga uma 11/16" brilhando feito lombo de pão dôce. Medida exata das porcas. Yeah!

Essa chave meu pai me deu, ainda vivo, junto com outras (entre elas, uma 25/32", única chave que entra no parafuso da janela de ajuste do ponto de ignição). Uma Mayle. Graças a ela consegui terminar o serviço, afinal, não é sempre que se tem uma 11/16" em casa. Essa é umas daquelas chaves em polegadas que não dá para substituir por nenhuma em milímetros, a não ser que você tenha uma 17,4 mm.


Acabei de instalar a peça e assentei a chave de contato adquirida junto com o suporte. Serviço completo e a sensação de que meu pai me acompanhou durante todo esse tempo.

No final, dei uma boa risada, enchi os olhos de água e a mente de lembranças do meu velho, e liguei para minha mulher: "põe umas latas de Brahma no congelador que estou chegando".

Muita saudade dele. O primeiro rolé será em sua homenagem...

Se o seu pai ainda é vivo, aproveita e liga prá ele. Bata um papo despretensioso e peça-lhe um conselho.
Era o que eu faria se o meu estivesse aqui ainda...