quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Panshovel 66 (Dercy)


Revelado o mistério de Dercy. Comprei do amigo San uma Panshovel 1966 que ficou com ele por um tempo e que rendeu boas histórias aos amigos. Confesso que meus sonhos sempre foram povoados pelas Panheads mas, para conseguir uma aqui no Brasil, só com muita grana (ou sorte).

Uma Shovelhead inaugural (1966) também é uma peça incrível e tem um charme todo especial. Para mim, entre as Shovelheads, as Panshovel (66 a 69) são as mais interessantes, e entre as Panshovel, as fabricadas em 1966 são as que mais me chamam atenção exatamente por serem as primeiras desta geração de motores.

Essa velha senhora resistiu a seus diversos donos por 46 anos, rodou bastante e merece uma reforma. Está rodando bem, não queima óleo, está com quase todos os componentes originais (parte da fiação ainda é revestida de tecido), mas tem um monte de coisas para fazer, e a minha disposição é total. Como disse alguém, caiu na mão certa.

Então, mãos a obra, começando pelo tanque de óleo. O tanque fica debaixo do banco e o aspecto dele está ótimo, sem mossas ou amassados, apesar de totalmente banhado de óleo impregnado de sujeira. Este óleo deve ter saído da tampa principal, cuja junta já está bem gasta.


Primeiro, uma chave 3/4" para drenar o óleo do tanque.


De um lado, dois parafusos. A retirada do primeiro com uma chave 13 mm. 


O segundo estava com o suporte quebrado, fazendo com que o tanque ficasse parcialmente solto. Vai exigir uma solda. 


Do outro lado, dois parafusos 13 mm atrás da bateria.


Desconectando as linhas de óleo. As mangueiras são novas, mas pretendo usar tubos de inox ou similar. 


A tampa do tanque revelou que moto andava sem filtro de óleo. O filtro fica mergulhado no óleo preso embaixo da tampa, pressionado por uma mola e vedado por um o-ring.


Depois de tudo desconectado, consegui sacar o tanque após retirar o suporte da bateria.  


Depois de uma boa lavada com querosene, dá prá ver que o tanque está muito bom. Agora, vou soldar o suporte quebrado, pintar com eletrostática, limpar a ferrugem do interior, trocar as linhas de óleo e reinstalá-lo.

11 comentários:

Bayer - Old Dog disse...

Parabéns! Bela moto... Vou acompanhar com muito interesse!

Abrs

Defler disse...

Irmão parabens, ja acompanho seu site tem um tempo, vem cá passa a dica deste macaco seu (andresantos1988@hotmail.com) obrigado e parabéns pelo site e pela shovel

Pedrão disse...

Valeu Bayer. Valeu Defler. O macaco é o Glaucius, do RS. Não sei se ele faz mais. Vou mandar um e-mail para ele.

Hadys disse...

Só não invente de montar sem os coxins senão vai trincar de novo ! Já aproveita e troca esse parafuso 13 mm por um de 1/2 pol ! Como já desmontou o tanque e o suporte da bateria é preso nele, já tire o suporte, cheque as soldas, troque os coxins e se estiver alargado para bateria de fusca aproveite para reduzi-lo e colocar uma bateria de NoBreak
Abçs

Pedrão disse...

Hadys, seu monstro jurássico... valeu pelas dicas. Mas bateria de nobreak para mim é novidade. Vou pesquisar. Obrigado.

Badá disse...

Ela estava com bateria de NoBreak e não aguentou.
Está com fuga de corrente.

Eu trocaria todo o chicote mesmo que se use cabo com tecido para manter a originalidade.

Se quiser ajuda para montar ou dar pitaco estamos aí.

Sou padrinho da Dercy, fui lá pegar com o San e dei o nome.

Com certeza está com quem vai dar o real valor.

Pedrão disse...

Badá, a bateria de nobreak deve ter ido pro saco por causa do dínamo fudido. Mas também acho que uma revisão geral na elétrica deixará a moto mais confiável ainda.

San Bilisco disse...

Pedrão, ainda estou sem sono! PQP! Minha querida Janis!!!
Mas confio na sua capacidade em recuperar antiguidades! Carinho com ela!
Um dia, ela volta pra mim! Você prometeu!

Sobre a bateria de Nobreak, não usaria novamente... O pessoal de onde comprei, me disse que ela deve trabalhar sem trepidação (claro, é de nobreak!) e acharam muito louco ter posto em uma moto antiga!

wolfmann disse...

Dercy arrumou um grande parceiro. Vai mostrando como se faz, Pedrão!

Hadys disse...

Vá de Nobreack sem medo, tem o mesmo tamanho da original e amperagem maior, selada, sem manutenção e chegou a ficar 1 ano parada !

http://hdbobber.blogspot.com.br/2009/08/bateria-de-shovelhead.html

Note que a postagem no blog foi em agosto de 2009, portanto exatos 3 anos e rodei com a moto esses dias, pegou fácil depois de uma semana parada

abçs

San Bilisco disse...

Pouxa! Então dei azar grande naquela bateria! Tem o agravante do dínamo fudido... então faça como diz o mestre, vá de Nobreak!