sábado, 16 de junho de 2012

Tá na mão


Eu e Brunão compramos os ingressos. 150 contos cada. Por enquanto, a melhor opção é armar a barraca no camping prá não pegar a moto com os cornos cheios, ou ficar preocupado com alguma blitz da Lei Seca no caminho entre o local do evento e um hotel em Sampa, Santos, SBC ou redondezas.

Este ano o TWB vai ser em um lugar bem bacana, mas sem estrutura de hospedagem. Me conheço. Tenho cultura alcoólica e não vou viajar uns 700 Km prá não poder nem tirar o pó da garganta. O show do Marky Ramones promete e, quando chegar a madruga, basta abraçar a moto e capotar. Esse é o Espírito.

Ano passado foi duca. Além do TWB, fomos ao Rock´nd Cycles (boteco de bacana, mas as motos são  únicas. Recomendo); no encontro de HotRods em SBC (recomendo 2x); em umas duas cantinas italianas regadas a chopp em Sampa (programa tradicional imperdível. Recomendo 3x) e em outros lugares que minha memória gasta apagou.

Agora, o roteiro deve ser mais rural, tipo pegar a moto no dia seguinte ao show e rodar pela região para curar a rebordosa. Depois, é chegar no evento e curtir um segundo tempo, mais um show, capotar de novo e estrada de volta. Este é o plano mas... 

Let´s Ride!!!

Um comentário:

Anônimo disse...

O Bruno também tem moto?
Pelo menos ele não precisa de capacete!!!!
he,he,he

Grande abraço
Barcellos