quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Desrespeito!!!

RETIRADO DO BLOG DO WILSON ROQUE



Desabafo do Harleyro Natal José Dias, de Rio Claro, SP, publicado no Facebook no domingo, 29 de Janeiro de 2012 às 14:15

"Prezados Gestores da Harley-Davidson nacional e internacional.

Sou um Harleyro de coração e alma, defendo a marca, os amigos, divulgo os eventos, participo dos encontros, já estive duas vezes em Milwaukee, participei da parada dos 105 anos, portanto um amante dessa lenda que é Harley-Davidson.

Pois é, depois de voltar de um encontro internacional da Harley-Davidson em Cusco – Perú em outubro de 2.011, no exato dia 10.10.2.011 deixei minha DeLux para revisão e reposição de algumas peças danificadas na concessionária Tennessee em Souzas – região de Campinas – SP.

Passados 30 dias, orçamento aprovado e nenhuma notícia da devolução da moto. Moro a 100 km da concessionária e por inúmeras vezes tentei em vão falar com o setor de assistência técnica e não atendem ao telefone. Falei com o setor comercial, Sra. Roseli que gentilmente foi “buscar” o consultor e mesmo assim ele não me atendeu. Diziam que o telefone estava com defeito na oficina. Fui à concessionária, falei com o consultor que alegou falta de reposição de peças por parte da Harley-Davidson dos Estados Unidos, mas que breve estaria solucionado.

Noventa dias após, tentativas diárias de falar pelo telefone sem sucesso, através da responsável pelo HOG Tennessee, Steffani, ela consegui colocar o Gerente da oficina Sr. Eduardo na linha para falar comigo e esse se prontificou a avaliar os estoque e me retornar em 3 dias.

Passados mais 15 dias, ou seja, 110 dias após deixar a moto na concessionária, e sem retorno do citado gerente, fui novamente à concessionária.

Pasmem, os telefones da oficina continuam quebrados, ninguém para me atender por 15 minutos e quando um dos mecânicos me viu perambulando sem rumo pelo pátio foi me atender.

Expliquei-lhe meu caso e qual foi nossa surpresa quando ele descobriu minha moto.

Enferrujada, suja de barro e pó, ainda com a sujeira de minha última viagem, pneus vazios, em total estado de abandono e desprezo.

Fotografei a “coitada” e fui procurar um dirigente da concessionária. Não havia ninguém, gerente, proprietário, supervisores, até que uma consultora de vendas, Roseli que à muito conheço, desceu a oficina comigo para constatar o abandono e descaso com o consumidor e máquina.

Esbravejei, exigi providências e ouvi apenas desculpas. Ouvi até que se a moto estivesse na minha casa, tanto tempo sem uso estaria nas mesmas condições. Mentira pois eu a teria lavado, lubrificado, pulverizado com anti-ferrugem e colocado-a sobre um cavalete.

Senhores seguem as fotos para comprovar o crime cometido com a minha Harley, com a minha pessoa e com a comunidade hardeyra desse nosso país.




Estamos a mercê de despreocupados com o consumidor, com a falta de ética de mercado e ficamos sempre quietos. Necessitamos de uma providência urgente!

Até quando?

Natal José Dias
Rio Claro – SP
29 de janeiro de 2.012"

O Natal Dias é meu amigo no Facebook e foi meu companheiro na travessia de Coast-to-Coast (NY to LA) em Julho de 2010. É um dos Halreyros mais leais à marca que conheço.
.
É impressionante como tudo mudou e, no entanto, continua na mesma. Para algums, está ainda pior.
Duvido muito que a Harley-Davidson consiga, realmente, aumentar suas vendas no Brasil, agindo desta maneira.

5 comentários:

andré disse...

Foda-se todos os Dealers! De carro, de moto, de bicicleta, de ônibus, de barco, de charroça e etc....

Pedrão disse...

Charroça? WTF? kkkkkkkkkkkk

andré disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
andré disse...

Carroça, desculpe o erro.Abs.

Pedrão disse...

Charroça = Charrete + Carroça. Bora fabricar uma?