sábado, 24 de setembro de 2011

Instalação do banco de molas - passo a passo

Primeiro, fiz o projeto. O banco que comprei foi um Bitwell de espuma expandida densa, gomos transversais, base de aço inoxidável com 2 mm de espessura, pintado com eletrostática de preto e com furações reguláveis. A afixação do banco é feita sobre três pontos. O primeiro fica na frente do banco e os outros dois sobre as molas.

Para afixar o primeiro ponto, é preciso fabricar uma peça específica que se parece com um "T". Eis o projeto:

Seria uma peça com 200 mm de comprimento, 25 mm de largura em sua menor dimensão e 81 mm no comprimento do segmento superior do "T", medidas internas. A largura do "T" seria de 20 mm e cada lado da trave "T" teria 28 mm. As furações de 8 mm seriam feitas a 25 mm e 95 mm da base. A dobra do segmento superior do "T" teria 28 mm com furação de 8 mm e 10 mm do limite extremo. Material: aço inoxidável de 3 mm de espessura. Fui num bom torneiro e a peça foi feita na medida. Preço: 150 reais.






O desafio agora era fechar o buraco que fica no meio do chassis e que abriga uma boa parte dos conectores elétricos além da ECU da moto. A maioria dos que vi até hoje fazem uma base que cobre todo o conjunto, inclusive as molas. Mas eu resolvi aproveitar as furações do próprio chassis e afixar a base alí.

A tampa então foi feita com aço inox de 1 mm de espessura (não requer esforço) desenhado e recortado em um papelão, que serviu de modelo para o torneiro. Pintei a peça com Colorgin preto para uso externo, untei as bordas com silicone e afixei com parafusos de cobre com porcas do mesmo material em borboleta. (esses parafusos são raros, feitos para fusíveis antigos, presente do meu pai)




Apliquei um pouco de trava-prisioneiros pois os parafusos não ficaram firmes. Usei ainda um conjunto de arruelas de latão de 3 mm de espessura compradas em feiras de antiguidades (estou sempre falando delas por aqui).



O chassis, apesar de preto, não ficou no mesmo tom da base do banco e da tampa, o que me encarajou a pintar umas três demãos de Colorgin preto de uso externo, com o devido cuidado para não pintar partes que não queria. 



Após a pintura, afixei as molas com uma porca de borboleta arroxada sobre um parafuso enfiado sob o chassis.


Eis aí  resultado da parte de baixo do banco de molas. Chassis pintado, tampa pintada, parafusos e porca-borboleta de cobre, arruelas de latão e molas afixadas com porca-borboleta.


E, o resultado final com o banco no lugar.




5 comentários:

JonCwb disse...

Belissimo trabalho meu caro! PARABENS!!!

Filipec disse...

Muito legal!!

KustomKulture na veia!

Careca disse...

que bichice

Valla disse...

Fez um acabamento bem cuidadoso e profissa. Ficou muito legal. Valeu !

andré disse...

Show! Espero um dia ver pessoalmente. Abs.