domingo, 31 de julho de 2011

A importância da "lei do mais fraco" - by Wolfmann

Texto do amigo Wolfmann que merece ser difundido.

Nesta semana foi comemorada a data relativa ao "Dia do Motociclista". Algumas associações fizeram festa, muitos motociclistas que deixaram sua marca no ano que passou foram homenageados e algumas campanhas educativas foram realizadas nas estradas mirando os motociclistas que as usam de maneira geral.

Não vi nenhum tipo de ação pró-ativa no sentido de educar os motoristas e motociclistas no sentido de mostrar que a lei do mais forte no trânsito deve ser banida. Trânsito seguro é aquele onde o pedestre tem a máxima preferência, seguido dos ciclistas, motociclistas, carros de passeio e veículos pesados por último.Somente assim teremos uma diminuição sensível nos acidentes fatais envolvendo pedestres, motocicletas e veículos pequenos.

Olhando pela segunda vez antes de fazer uma conversão ou uma ultrapassagem com certeza você já vai diminuir a chance de dar uma fechada em uma moto ou achar uma pessoa que estava correndo para aproveitar a brecha no trânsito. Ao lado disso, uma campanha visando reprimir a imprudência dos vários motociclistas que abusam da agilidade e aceleração das motocicletas apenas por que isso é possível, sem nenhum outro motivo, deve ser exigida.

A imprudência e a desatenção matam mais do que o alcool nas ruas. Se existe uma operação lei seca com a justificativa de diminuir os acidentes causados pelos excessos do alcool, a sociedade devia exigir uma "operação lei do mais fraco" para ter uma tranquilidade maior no momento do seu deslocamento.

Você, que anda tanto de carro quanto de moto, tente ser um pouco mais solidário no trânsito: dê passagem para as motos no corredor, dê preferência para o pedestre que atravessa na faixa (ou fora dela) e principalmente olhe pela segunda vez antes de fazer uma mudança de faixa ou uma ultrapassagem dentro da cidade.

A vida agradece.

Nenhum comentário: