quarta-feira, 10 de março de 2010

Um desabafo em favor de meu escape Big Radius

Broda, sou um sujeito tranquilo. Moro no primeiro andar e tolero todas as festas de fds do meu prédio.

Guento cachorro de vizinho cagando na rua, mijando nos postes, murrinhando o elevador e latindo mais alto que corneta de quartel. Guento os bundão serem arrastados pelos cães rua afora totalmente submissos ao seus verdadeiros donos peludos.

Guento pessoas cuspindo no chão, falando ao celular no restaurante, jogando lixo no asfalto, pregando meleca nas mesas. Guento "mindingo" cagando na rua, "minino" pedinte, buzina, sirene de ambulância, "puliça" civil, "puliça" militar, bombeiros, guarda municipal, vigilância sanitária, suipa, light, net, telefonica, correios e o caralho barulhento.

Guento cheiro de milho na praia, churrasquinho, churros, e camarão assado na brasa, fora o diabo do amendoim torrado. Guento índio de bermuda Nike vendendo buginganga no calçadão, camelô loteando as calçadas, bicheiro ocupando as esquinas, "faz frete" tomando o meio-fio.

Guento farmácias tomando lugar de restaurantes e igrejas evangélicas fechando cinemas. Guento o governo comandado por um débil mental me tratando com um débil mental e dizendo que sou proibido de ter arma prá me defender, proibido de beber, proibido de fumar no bar, proibido até de comprar remédio na gôndola.

Guento neguin desenhando uma pica no elevador de jacarandá, furando fila no supermercado, pichando os monumentos, estátuas centenárias, obeliscos, chafarizes, prédios, igrejas, muros e até túneis.

Guento gente doida alimentando os ratos com asa dos pombos no meio da rua. Guento as cagadas dessas peste feladaputa na cabeça. Guento a buracada das ruas e os pardais eletrônicos se multiplicando a cada mês, multas, impostos, taxas, contribuições.

Guento ligações todo dia e toda noite de gente vendendo celular, cartão de crédito e pedindo caridade. Guento vizinho criando mosquito em casa e alarme de carro que dispara sozinho às 3 horas da madruga.

Guento bolsa-família com meu dinheiro, bolsa-índio com meu dinheiro, cota racial com meu dinheiro, bolsa-Cuba com meu dinheiro, bolsa-Bolívia com meu dinheiro, privilégio prá servidor público com meu dinheiro, aerolula com meu dinheiro, invasão de terra com meu dinheiro.

Guento político ladrão, astronauta brasileiro de merda, quadrilha travestida de partido político no poder, aloprados, mensaleiros, presidente anarfa e sucessora terrorista. Guento oposição bosta n´água, deputado FDP e Pedro Bial falando merda na TV. Guento UNE vendida, MST vendido, centrais sindicais vendidas, intelectuais vendidos, jornalistas vendidos, ONG´s vendidas, juízes vendidos, artistas vendidos e um cheiro de podre que só some quando estou em cima de minha moto.

Então, que aguentem meu Big Radius. É minha terapia. É meu prazer. E que se foda o mundo...

Ilustração Jorge Dutra (internet)

4 comentários:

Anônimo disse...

Véio, vi teu post no site do Wolfmann e não pude deixar de clicar no link da fonte, ou seja, o teu blog. Isso tudo pra ver a cara do magrão que conseguiu descrever exatamente meu sentimento e tenho certeza que de muitos outros...

De quando em vez me perguntam se eu não tenho medo de levar multa por conta do Big Radius 2-into-2, e eu respondo, não, não tenho... FTW, trabalho, pago os impostos todos e etc... Se for pego, foda-se vou continuar fazendo barulho, se não for, melhor...

Penso assim justamente pelos motivos que tu descreveu no teu post.

[]´s Eduardo
FXD '08

Pedro Couto disse...

Valeu Eduardo. É um desabafo mesmo, nada mais. Mas o fiédazunha do Wolf me paga essa...

Rômulo disse...

Olá, Pedro. Também vi o seu texto no blog do Wolf. Achei muito bom, tanto que peço sua autorização para também reproduzí-lo na minha página: www.viagemdemoto.com.

Pedro Couto disse...

Tranquilo Rômulo. Tá autorizado.
Depois visito o teu blog.
Abs,
Pedrão